Crear cuenta Mailrelay Crear cuenta Mailrelay Crear cuenta Mailrelay

Como aumentar a participação de seus assinantes

Publicado por Antonio Martín em 27/02/2018

participación suscriptores

Ao enviar email marketing, independentemente do objetivo da campanha, o que queremos é que as pessoas que receberem o e-mail abram a newsletter e interajam com a mensagem, seja visitando um site, responder a uma pesquisa, entre outras opções.

Ou seja, queremos que o assinante participe, interaja com o nosso conteúdo. É o que comumente chamamos de engagement.

O termo engagement refere-se ao nível de participação e resposta dos assinantes para as newsletters que enviamos.

Por isso precisamos pensar no conteúdo que enviamos e na forma como ele é apresentado, para melhorar os resultados da nossa estratégia de email marketing.

Podemos dizer que a chave para criar uma campanha de email marketing de sucesso, é aumentar a participação dos assinantes.

E para conseguir isso, podemos implementar uma série de procedimentos e ferramentas que vamos detalhar a seguir.

¡Envía hasta 75.000 emails gratis!

· O segredo para melhorar a taxa de visualizações está no assunto

Se você se colocar no lugar de seus assinantes, quando você abre sua caixa de entrada, quantos e-mails você recebe por dia?

A maioria de nós se inscreve em newsletters, redes sociais, mailing lists de blogs, entre outros.

Tanta concorrência faz com que seja necessário criar assuntos diferentes para poder chamar a atenção dos leitores.

Criar uma linha de assunto diferente é algo complexo, poderíamos escrever um artigo apenas sobre isto.

De qualquer forma, vou te dar um pequeno truque, bastante prático, para que você aprenda a criar assuntos chamativos.

Pense nos e-mails que você geralmente abre e analise seus assuntos. Para isso, é interessante se inscrever em algumas newsletters ou mesmo ter um e-mail especial para isso. Anote os assuntos que despertam seu interesse, mas preste especial atenção nos que você nunca abriria.

Como regra geral, o assunto deve gerar intriga e curiosidade e deixar claro o benefício que o assinante obterá abrindo o e-mail. Se o assunto também for curto e conciso, será ainda melhor.

segmentar lista de suscriptores

· Crie segmentos da sua lista de assinantes

Uma das tarefas básicas no marketing é a segmentação do público objetivo. No email Marketing, isto é ainda mais importante.

Cada pessoa tem interesses particulares e se cadastrou na sua newsletter por um motivo diferente. Assim sendo, segmentar seus assinantes e criar listas personalizadas é de extrema importância. Desta forma, cada assinante irá receber apenas emails relacionados com os seus interesses.

É claro que cada blogueiro terá um público-alvo diferente. Por isso, é necessário realizar uma análise para entender e segmentar este público.

Com base nisso, você pode criar segmentos de acordo com as diferentes produtos que você deseja promover ou o conteúdo que você deseja enviar.

Hoje em dia, existem muitas formas de segmentação. Poderíamos escrever outro artigo sobre isto, mas para lhe dar uma ideia, entre as segmentações mais comuns, podemos encontrar:

► Segmentação por geolocalização

A Internet é global e você pode ter clientes de todo o mundo. Se for seu caso, você pode aproveitar isso para enviar newsletters personalizadas, segmentando seus contatos por país ou mesmo cidade.

► Segmentação por interação

O remarketing é uma ferramenta interessante e funciona muito bem. Basicamente, você precisaria criar um segmento com os assinantes que viram sua promoção, mas não compraram o produto. Desta forma, você poderia enviar mensagens personalizadas apenas para estes clientes, para oferecer produtos relacionados, ou um desconto maior.

► Segmentação por canal de assinatura

Criar vários formulários, cada um para um canal de assinatura, permitirá que você saiba de onde os assinantes foram capturados. Desse modo, você poderá oferecer conteúdo relacionado a este canal.

Em suma, com esta segmentação você poderá enviar email marketing com conteúdo relacionado aos interesses de cada assinante, aumentando assim o engagement com os seus contatos e a eficácia das suas campanhas.

mailing encuesta

· Obtenha dados úteis com pesquisas

Quando você tem uma dúvida, não há melhor maneira de resolvê-la do que perguntando, então não tenha medo de enviar pesquisas para os seus assinantes. Você pode perguntar o que você precisar saber para melhorar suas campanhas de email marketing.

Por exemplo, você pode verificar, que tipo de conteúdo eles gostariam de receber, a que horas, com que frequência, etc.

As pesquisas funcionam muito bem porque você demonstra interesse em seus assinantes e, por outro lado, são úteis porque você poderá obter dados valiosos para melhorar sua estratégia de email marketing, para segmentar melhor sua lista de emails, para enviar conteúdo personalizado de acordo com os seus interesses, o que melhorará a taxa de visualizações e de cliques.

Algo importante a ter em mente, é que as pesquisas com poucas perguntas sempre funcionarão melhor do que pesquisas longas, pois todos nós, e seus assinantes não são uma exceção, temos pouco tempo disponível.

Se você precisa enviar um longo questionário para os seus assinantes, talvez seria melhor oferecer-lhes algo em troca, como um desconto, para convencê-los a participar.

· Use os testes A/B

Os testes A/B são uma das ferramentas mais importantes em email Marketing, embora você provavelmente se surpreenderá ao saber que não são usados pela maioria das empresas.

Os melhores softwares de email marketing incluem este recurso, que permitirá testar alguns aspectos da campanha antes de enviá-la para toda a sua lista de emails.

Um exemplo perfeito é a Mailrelay, que permite que você crie testes A/B, para que você possa testar diferentes assuntos, diferentes remetentes ou conteúdo, para conhecer a variação que funciona melhor.

Depois de enviar a campanha de email marketing, você deverá analisar qual versão é a vencedora e enviá-la para o restante da sua lista de emails.

Embora não seja obrigatório usar esses testes A/B, já que você também pode configurar diferentes campanhas e comparar os resultados de cada uma manualmente.

É um trabalho mais manual e levará mais tempo, mas pode ser interessante para analisar mais detalhadamente o que funciona melhor em sua estratégia de email Marketing.

 

· Detecção de assinantes inativos

A primeira coisa que você deveria entender, é que nem todos os contatos da sua lista de email se inscreveram pela mesma razão. Alguns assinaram sua newsletter por curiosidade, para receber algum presente ou porque realmente desejam receber as suas campanhas de email marketing.

Cada um deles terá um nível de participação diferente. No entanto, você certamente terá alguns assinantes inativos, usuários que pararam de interagir com o seu conteúdo por alguma razão.

Embora no início você possa pensar que não vale a pena manter um assinante inativo, isso não é verdade. Pense que se essa pessoa se inscreveu para receber a sua newsletter, é porque em algum momento, estava interessado em algo que você ofereceu. Seu desafio será tentar descobrir qual é a razão pela qual ele não está mais interagindo com o seu conteúdo e tomar as medidas necessárias para recuperar este contato.

Uma boa idéia para “reativar” assinantes inativos é ver qual foi o motivo pelo qual ele se inscreveu no início, para enviar-lhe um conteúdo semelhante.

Ainda melhor, você pode criar um segmento com os assinantes inativos para enviar-lhes um e-mail para retomar a conversação, oferecendo-lhes um conteúdo útil, ou convidando-os para participar de uma pesquisa para descobrir o que é que eles desejam receber.

É claro que ao longo do tempo você perderá alguns assinantes. Em alguns casos muito extremos, talvez você até tenha que retirar alguns contatos da sua lista de emails, isto é normal.

O importante é nunca ficar parado e tomar a iniciativa para melhorar os resultados da sua estratégia de email marketing.

frecuencia envío newsletters

· Identificar a frequência de envio ideal

Como blogueiro, você deve conhecer seu público para saber qual seria a frequência de envio adequada e, assim, melhorar a participação de sua comunidade.

A única maneira de saber qual é o melhor dia e hora para enviar sua newsletter é testando, o melhor método neste caso é tentativa e erro. Você deverá analisar o número de clicks e visualizações de campanhas enviadas em diferentes datas e horas, bem como o número de solicitações de cancelamento.

Algo que funciona bem é dar aos assinantes a opção de receber sua newsletter com a frequência que desejarem., uma vez por semana ou um único email por mês, por exemplo. Se você tiver um blog com várias tópicos, pode separá-los por preferência de conteúdo e de interesses.

Desta forma, você poderá criar listas com as preferências dos usuários, para que cada assinante receba o conteúdo que deseja, com a frequência que deseja.

Um ponto a ter em mente é que, em geral, sendo um blog, os assinantes geralmente terão um relacionamento mais próximo com o blogger. Assim sendo, eles terão mais interesse em receber seus emails, desde que o conteúdo seja relevante, com informações úteis para ajudá-los a resolver seus problemas.

Eles estãarão mais predispostos à abrir seus e-mails, então você pode aproveitar para enviar newsletters nos dias menos usuais, como fins de semana ou durante a noite, quando a competição será menor.

· Copywriting é o seu aliado

Se você pensar sobre isso, a essência do e-mail é o texto, embora você possa adicionar imagens, um email sem texto não é um e-mail. Por isso, você nunca deve subestimar o poder das palavras.

Você pode usar o poder das palavras para criar assuntos efetivos, frases diferentes e chamadas à ação impactantes. O interessante sobre a criação de textos usando técnicas de copywriting é que você irá começar a escrever pensando em seu cliente ideal, então será necessário pensar primeiro em suas necessidades.

Conte uma história para se conectar e gerar empatia, com base nessas necessidades, com o objetivo de aumentar a participação dos seus assinantes.

É sempre uma boa idéia trabalhar com emoções ao criar os textos de seus e-mails. É claro que depende do que você vende, mas como blogueiro, Você pode abordar seus clientes de forma mais pessoal, usando casos reais para se conectar com os seus leitores.

Hoje em dia é um dos recursos mais utilizados para aumentar a participação, por isso é altamente recomendável que você comece a trabalhar com storytelling.

personalizar emails

· Personalize seus emails

Além da segmentação, que é útil para definir grupos de assinantes, também é interessante dar um toque pessoal aos seus emails, para que o usuário se sinta especial. Quanto mais você puder personalizar os e-mails, melhor. Quando falamos sobre a personalização de e-mails, não estamos nos referindo apenas à segmentação por conteúdo.

Existem muitas maneiras de personalizar uma mensagem, para despertar o interesse dos usuários. Você pode fazer-lhes perguntas, incentivá-los a responder seus emails, falar sobre suas experiências, pois este tipo de mensagem terá um impacto muito mais positivo do que newsletters comerciais, criadas para a venda de produtos ou serviços.

Algo que funciona muito bem é usar o nome do assinante, em várias partes do e-mail, tanto no assunto quanto na saudação inicial e a despedida. Se você puder, você pode adicionar o nome dos assinantes no conteúdo.

Está provado que as pessoas estarão mais predispostas a ler a mensagem, quando são chamadas pelo nome, pois sabem que o e-mail está direcionados à elas.

É claro que alguns assinantes vão perceber que este e-mail faz parte de uma campanha, mas, mesmo que saibam que não é um email escrito manualmente apenas para eles o fato de você os chamar pelo nome irá criar uma conexão psicológica com estes leitores. Além disso, não é difícil fazer isto, uma vez que a maioria dos email marketing softwares oferece campos personalizados que você pode usar em suas newsletters.

Você pode personalizar muito mais do que o nome, o importante é entender seus assinantes e saber o que eles esperam de você.

Em suma, você deve fazer o seu melhor para que os seus e-mails sempre tenham um tom pessoal, pois desta forma você irá melhorar o nível de engagamento engajamento com suas campanhas de email marketing.

· Criar chamadas à ação efetivas

Dependendo do que você oferece e de como o e-mail foi estruturado,  pode adicionar chamadas à ação em diferentes partes do e-mail.

Em muitos casos, as chamadas à ação geralmente estão localizadas no final da newsletter, no entanto, às vezes é necessário que a chamada à ação seja inserida no meio do conteúdo, pois nem todos os usuários irão ler toda a mensagem.

No entanto, você deve criar chamadas à ação usando elementos diferentes do restante do texto, elas devem estar claramente visíveis.

Dependendo do design dos seus e-mails, você pode usar apenas texto ou botões, embora seja recomendável usar cores e fontes chamativas, mas também fazer testes A/B para analisar os resultados.

As chamadas à ação são um dos principais aspectos que você deve considerar quando trabalhar com marketing digital, pois se o usuário não visitar sua landing page, sua campanha não será eficaz.

· Agora é sua vez

Tudo o que foi explicado aqui não irá funcionar se você não aplicar estas dicas corretamente. Você não tem que colocar todas estas estratégias em prática ao mesmo tempo, em fato, o melhor é ir testando diferentes combinações, para determinar o que funciona melhor para sua estratégia de marketing digital, uma vez que não existe uma única regra que pode ser aplicada para todas as ações de marketing.

Cada lista de emails é única, talvez o que funcione para você nunca iria funcionar para mim, por isso é importante tentar entender os seus assinantes, analisar cuidadosamente todos os resultados das suas campanhas, usando as estatísticas disponíveis no seu email marketing software, para tentar aumentar a participação dos seus assinantes.

O mais importante é seguir trabalhando e prestar atenção nos indicadores, para entender seu público-alvo, seu nicho e o mercado.

Se você tiver alguma dúvida, pergunta ou sugestão, deixe um comentário que vamos responder o mais breve possível.

Antonio Martín


El motivo principal por el que no vendes con tus emails es porque acaban en SPAM. Eso tiene solución, está en este ebook, lo puedes descargar registrándote, abajo







Acepto la política de privacidad.



Comentários

  1. Henry

    ¡Saludos!
    Buen post aunque esperaba algunos ejemplos por lo menos, pero es entendible lo que quieres transmitirnos.

    Ahora mismo estoy haciendo unas campañas para los suscriptores por el tema de los inactivos y me cayó muy bien esa parte porque son por los que siempre tenemos esa incertidumbre del porque no abren nuestros emails.

    Voy a trabaja como dices y lo del copy a ver cómo me va.

    Gracias a ti y también a Mailrelay por los buenos contenidos y sus invitados.

    27/02/2018 - 15:29:26 Publicar una respuesta
    • Mailrelay

      ¡Muchas gracias por el comentario Henry! Tendremos en cuenta para futuros posts añadir más ejemplos, tienes razón en que pueden ser de utilidad.

      28/02/2018 - 08:38:14 Publicar una respuesta
  2. antonio martin

    Muchas gracias por la oportunidad de escribir en Mailrelay. Espero que os haya resultado útil el artículo y aquí estoy para resolver cualquier duda o pregunta :).

    27/02/2018 - 10:08:44 Publicar una respuesta
    • Mailrelay

      ¡Un placer para nosotros Antonio!

      27/02/2018 - 10:09:56 Publicar una respuesta
    • Myriam

      Hola Antonio
      Excelente nota. Estoy de acuerdo 100% con todas tus recomendaciones.
      Lo que me doy cuenta en mi caso es que todo eso lleva tiempo, lleva tiempo aprender, hacerse habilidoso en ello. Lleva tiempo ver sentarse a ver los resultados de cada acción.
      Mi actividad es coach y realmente ponerle tanta energia al email marketing, las redes, el ecommerce, videos, podcast, es mucho. Ahora delegar a que otras personas lo hagan me parece una opcion viable. Por supuesto en cada caso y en cada momento del camino. Muchas gracias! Abrazo!

      27/02/2018 - 18:14:03 Publicar una respuesta
      • Mailrelay

        ¡Gracias por comentar Myriam! Efectivamente son muchas cosas a tener en cuenta, y muchas veces se hace necesario delegar o sería imposible llegar a todo.

        28/02/2018 - 08:21:43

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Menu Title