Crear cuenta Mailrelay Crear cuenta Mailrelay Crear cuenta Mailrelay

Neuromarketing aplicado ao email marketing

Publicado por Alba Caride em 24/10/2018

neuromarketing

Neuromarketing é o futuro do marketing. Hoje em dia, o marketing emocional já está muito desgastado e você deve dar um passo adiante para continuar conquistando as almas de seus usuários.

Podemos definir o neuromarketing como uma ciência que estuda como o cérebro se comporta durante o processo de compra com base na atenção, emoção e memória.

Atualmente o sucesso da compra não é determinado pelo preço do produto, há algo mais. Esse algo não pode ser monetizado, é um valor agregado que o consumidor percebe inconscientemente. O neuromarketing tenta explicar o porquê. Basicamente, é uma mistura de ciência e marketing que lhe dará pistas para criar uma estratégia de conversão de sucesso.

¡Envía hasta 75.000 emails gratis!

· Empatia

É o primeiro conselho que dou se você quiser aplicar corretamente o neuromarketing para sua estratégia. Sempre dizem que é muito importante colocar-se no lugar dos outros, e nesta área isto é uma obrigação.

Como você se conectará com os usuários se você não investigar seus pensamentos e emoções?

A primeira cobaia deve ser você mesmo.

Pense em uma situação que lhe cause a emoção que você quer despertar nos seus leads. Por exemplo, se você quiser causar um estado de felicidade em seu público, você deve pensar em todas essas situações, palavras e histórias que despertam esse sentimento em você.

Depois de ter feito a análise, é hora de entender os interesses e as preferências do seu público-alvo para adaptar essas situações e oferecer a experiência que eles estão buscando.

Aqui está um ótimo exemplo: imagine que você é um amante da caça, você adora sair aos domingos para caçar com seus amigos, no entanto, seus clientes em potencial são defensores dos animais.

Isso torna necessário adaptar este cenário aos interesses dos seus usuários, você poderia falar sobre sair aos domingos para andar na floresta onde há animais em liberdade, pois isto faria estes usuários felizes.

Você tem que pensar primeiro no bem-estar deles, depois no seu objetivo através do caminho da conexão entre você, como marca, e eles, como clientes em potencial.

Portanto, é importante enfatizar que, se você quiser conectar-se com seus usuários de uma maneira especial, você não precisa compartilhar suas idéias; de qualquer forma, você sabe que os pólos opostos se atraem.

O que você tem que fazer é respeitar como eles são, do que eles gostam, o que eles odeiam, quais são seus interesses, suas preferências. Desta forma, você poderá oferecer-lhes um conteúdo valioso.

Em algum momento, você provavelmente já mentiu que gostava de algo ou demonstrou um interesse forçado em um tópico que na verdade não lhe interessa, apenas para impressionar aquele alguém especial.

Tudo para tentar conquistá-lo. O contrário também é verdade, aprendemos a ignorar algumas coisas, para não causar rejeição.

Sendo honestos, até renunciamos à nossa personalidade, muitas vezes para ser bem aceito em um grupo de amigos. O primeiro cigarro, o primeiro palavrão, a primeira vez que mentimos para os nossos pais, tudo para tentar se tornar parte de um grupo de pessoas.

Todos esses são atos subconscientes que devemos transportar para nosso campo profissional, porque o marketing é uma ciência muito humana que é baseada no comportamento das pessoas.

Afinal de contas, nossos consumidores são, assim como nós, pessoas.

Uma vez que tenhamos isso claro, entender nossos consumidores potenciais não será tão difícil, é como forjar uma relação de amizade; inicialmente, você mostra o que você quer, o que você sabe que a outra parte vai gostar; mas quando você cruzar a barreira e você conquistar a confiança da outra pessoa, não importa o que você diga ou faça, este relacionamento durará para sempre.

Não importa que a Apple tenha os produtos mais caros do mercado, seus clientes fieis sempre vão comprá-los, mesmo que sejam excessivos, eles irão perdoar quase qualquer coisa, porque eles amam a marca.

el neuromarketing aplicado al Email Marketing

· De usuários a viciados

Seus produtos ou serviços têm que ser para o usuário, como uma droga para os viciados, se eles não o tiverem, não respiram.

No mundo de hoje, você deve ter em mente que os consumidores são caracterizados por ser amantes da flexibilidade e mudança constante.

Portanto, o processo de compra mudou sua maneira tradicional. Hoje em dia, pode começar em qualquer lugar, não necessariamente em uma loja. Por isso, é tão importante que os usuários saibam que você está sempre disponível para eles.

É hora de ativar a alavanca das emoções subconscientes dos seus consumidores.

A maneira de fazer isso é conseguir que suas mentes estabeleçam uma relação de sua marca com um elemento ou sentimento característico, o estímulo que os levará a lembrar de você de forma inconsciente.

Por exemplo, a Coca-Cola trabalha com felicidade, a Apple com elegância e minimalismo, etc.

Você precisa aprender a jogar com os sentidos para despertar o desejo inconsciente de querer algo.

O marketing sensorial, nesse sentido, desempenha um papel fundamental, desde que os estudiosos descobriram que a ativação de certas sensações através de certos estímulos nos leva à agir inconscientemente, pois estamos sendo induzidos a fazer algo, como comprar um produto.

A fragrância característica dentro de lojas como Stradivarius, a música em um determinado ritmo que irá mover os consumidores, as cores da loja (por exemplo, Desigual é escuras para que suas roupas de cores vivas se destaquem mais neste ambiente “lúgubre”).

O toque, o poder de provar os produtos, sentir por um momento que eles são nossos. Gostamos tanto deles que dói deixá-los e ir embora sem eles.

tasa de apertura

· Neuromarketing, o antídoto para a taxa de abertura

Cada vez que você abre sua caixa de entrada, 80% dos e-mails não são de seu interesse. Você se pergunta quando foi que você deu seu endereço para aqueles estranhos que agora o sobrecarregam com mensagens chatas e sem sentido.

Relaxe, você não é o único. Portanto, você saberá como é difícil obter uma taxa de visualizações alta o suficiente para ser eficaz.

Obviamente, para se destacar contra as campanhas da concorrência, você deve traçar um objetivo principal. No entanto, o meio para fazer isto é aplicar o neuromarketing.

Embora neuromarketing é baseado muito em estudos científicos, no final das contas, é sobre nos colocar no lugar dos nossos clientes, para entender como se dirigir a eles eficazmente.

Isto é, menos razão e mais coração. Pense o que estas mensagens causam em você e como você precisa ser abordado para se engajar em uma história.

As marcas que estão melhor posicionadas no mercado como a Apple não são precisamente as mais baratas. Mais uma prova do que dissemos antes, o fato de que eles escolhem você antes do resto não tem uma explicação racional, mas sim emocional.

O intenso relacionamento que a Apple alcança com seus clientes vai além dos produtos que eles vendem. Se você conversar com alguns seguidores desta marca, eles provavelmente não conseguirão descrever com palavras, mas podemos explicar este fenómeno através do neuromarketing. Esta marca era, é e sempre será especialistas nessa ciência.

Criar essa conexão de dependência entre marca e consumidor é possível através de uma boa estratégia de marketing, considerando os seguintes elementos:

► O cabeçalho

Aqui o que sempre vence é aquele que aposta pela naturalidade, pela simplicidade. Você tem que estar ciente de que no assunto da mensagem você tem poucos caracteres para preencher e muito a dizer. Seja direto, pois isto irá ajudar os usuários a tomar a decisão de abrir a mensagem ou não.

Mas nem tudo vale, você terá que analisar o pensamento mais primitivo dos seres humanos para entender o que nos motiva à agir.

Por exemplo, por natureza, as pessoas gostam de ser as primeiras, sempre de ganhar e odeiam perder.

Uma perda poderia ser considerada o fato de pagar mais para adquirir um bem que você poderia ter comprado a um preço mais baixo se você tivesse esperado pelo momento certa.

Além disso, gostamos de nos sentir exclusivos, únicos e insubstituíveis.

É por isso que mensagens como: “Não seja o último da fila”, “Economize 20% se comprar antes de quinta-feira” ou “Seja o melhor: o segredo para “, geram engajamento e interação com os clientes e aumentam as taxas de visualizações.

Outra ferramenta que funciona muito bem é a arte de storytelling. Adicionar um assunto que corresponda ao início de uma história irá gerar incerteza nos usuários, despertando a curiosidade de saber o que aconteceu.

Somos curiosos desde que temos uso da razão, sempre nos perguntamos o porquê das coisas e queremos respostas imediatas.

Nós não gostamos de pensar sobre o que aconteceria, nós sempre gostamos de ter a solução.

Isso explica que a melhor maneira de otimizar a newsletter é que o resultado da história corresponda à página de destino para onde queremos direcionar os nossos usuários.

Mais uma vez, entendemos o grande impacto do custo de oportunidade no comportamento do consumidor.

Esse medo de perder algo desistindo do outro, sem saber se fizemos a escolha certa. Se entendermos sua importância e como aproveitar essa “oportunidade“, poderemos evitar a lixeira ou a lista negra dos nossos assinantes, isto é, do temido “Email comercial não desejado“.

neuromarketing y email marketing

► O corpo

Estamos tão saturados de receber estímulos que, no momento em que é produzida uma variação, isto é, um aumento ou redução de estímulos, nossa atenção é acentuada, deixando-nos guiar por impulsos motivados pelas emoções.

O silêncio hoje é uma das melhores maneiras de ganhar a escuta ativa do nosso público.

Em um mundo tão barulhento, o silêncio sempre surpreende. Este fato, explica a importância de “ir direto ao ponto” nesses e-mails; você deve ser direto, claro e conciso. Essa combinação nos garantirá o clique no link da página de destino, que é o nosso principal objetivo.

Depois de ter conseguido quebrar a primeira barreira com um assunto simples e direto, nesta parte, você deve transmitir emoções que incitem os usuários a continuar confiando em você, para que eles se entreguem completamente a você, de corpo e alma.

Para ser seu finalmente, você deverá nutrir o corpo da mensagem com conteúdo valioso, útil e original para os seus leitores. De tal forma que, intuitivamente, clique na sua página de destino.

Sim, não confie apenas na tecnologia e design porque nem sempre é garantido que o e-mail será exibido como você o vê na tela. É melhor dedicar seus esforços layout da sua landing page, onde estes problemas não ocorrem.

Para criar engajamento e atrair seus assinantes, use uma chamada à ação por e-mail, não exagere.

Tem que ter um alto nível de visibilidade, então as cores, a tipografia e, acima de tudo, a mensagem tem que ser muito marcante, simples e direta. Ninguém gosta de coisas complicadas!

► Rodapé

Em email marketing, você sempre deve incluir um link para a landing page no rodapé da mensagem. Essa estrutura garantirá a conversão de seus usuários em clientes.

A página de destino tem que ser sua arma para seduzir e impressionar os usuários. Para isso, todas as informações devem ser muito bem organizadas. Seu objetivo é analisar os dados que você considera mais relevantes, sem se perder.

Nesta parte final da corrida, você deve deixar claro sua proposta de valor.

Por que você é diferente dos outros? e, acima de tudo, porque você e não outro? Use afirmações que excitem, que despertem o desejo de mergulhar na aventura, cores que definem você, tudo sem perder sua personalidade, que é o que, na verdade, torna você único.

Lembre-se que menos é mais. Você não pode deixar de adicionar as informações fundamentais para alcançar seus objetivos, mas não fique com rodeios ou você irá confundir os visitantes da sua página de destino e eles irão esquecer o motivo pelo qual eles estão no seu site.

Da introspecção à análise extrínseca, de dentro para fora, Esse é o método correto para conectar sua marca com os usuários. Você precisa trabalhar com emoções para gerar estímulos que impulsionem seus clientes.

Esses estímulos podem ser gerados através de emails que despertem emoções!

Alba Caride

Suscríbete al blog y recibe los mejores contenidos semana a semana:







Acepto la política de privacidad.



Comentários

  1. Lucas

    Si esta técnica se pule, puede llegar a ser una de las mejores herramientas para la venta de tus productos.

    21/11/2018 - 11:13:25 Publicar una respuesta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Menu Title