Crear cuenta Mailrelay Crear cuenta Mailrelay Crear cuenta Mailrelay

3 regras simples para ajudar a resolver problemas de spam

Publicado por Noé Soriano em 09/07/2019

Antes de entrar no assunto, eu gostaria de esclarecer que se você seguir estas recomendações, você terá muito mais chances de enviar sua newsletter para a caixa de entrada dos seus assinantes. No entanto, tanto filtros B2B como Spam Assassin e filtros dos ISPs B2C como Smartscreen da Microsoft tem regras próprias, que podem ser alteradas a qualquer momento.

Se após seguir estas recomendações você ainda tem problemas, será necessário investigar seu caso de uma forma mais personalizada, pois muitos outros fatores podem afetar a taxa de entrega dos seus emails.

Depois de explicar isto, podemos começar. Neste post vamos analisar estes três pontos que teremos que cumprir para entregar nossas newsletters para a caixa de entrada dos nossos assinant

Vamos ver

¡Envía hasta 75.000 emails gratis!

1. Respeite os regulamentos locais e dos ISPs

Podemos definir este primeiro ponto como: Você deveria sempre obedecer as regulações como o o RGPD europeu ou o CAN-SPAM americano e as regras internas impostas pelos filtros dos principais ISPs, como gmail, hotmail, etc. Esta explicação poderia parecer complexa, mas podemos resumir tudo nestas breves orientações básicas:

1.1 Envie suas campanhas de email marketing apenas para assinantes que desejam recebê-las. Quando alguém quer receber seus emails, esta pessoa deveria se registrar voluntariamente através de um processo com confirmação (double opt-in). Você também deverá explicar claramente o que irá acontecer depois da assinatura, o que você irá enviar-lhe e como ele poderá solicitar remoção da sua lista de emails.

1.2 Sempre adicione um link de cancelamento fácil de usar para remover automaticamente todos os assinantes que não querem mais receber suas mensagens. Você deveria incluir um aviso legal no rodapé dos seus emails, com informações sobre suas campanhas e informações de contato.

1.3 Não envie mensagens para emails devolvidos ou para assinantes inativos em nenhuma situação. Você também não deve trabalhar com uma lista de emails criada por terceiros nem vender ou emprestar sua lista de assinantes, mesmo que você tenha avisado que os dados deles poderiam ser compartilhados com outras empresas no futuro. Manter sua lista de emails limpa será fundamental para melhorar sua taxa de entrega.

Configurar correctamente a nivel técnico el remitente que utilizaremos

2. Configure corretamente o endereço de email que você irá usar

Nós recomendamos que você entre em contato com seu webmaster ou sua hospedagem para pedir-lhes que ajudem você a adicionar estas configurações. Isto pode parecer chato pois é algo muito técnico, mas o processo não é tão difícil e você só precisará fazer isto uma vez.

O ponto 2.1 relativo ao SPF é realmente essencial e as outras recomendações são fortemente recomendáveis, mas se suas campanhas não estão estão sendo entregues na caixa de entrada, todas as configurações são obrigatórias. Vamos revisar todas elas:

2.1. Registro SPF: um registro TXT no DNS do domínio de remetente. Este protocolo irá dizer aos servidores de destino quais IPs podem enviar e-mails em nome deste domínio e o que o servidor deveria fazer com IPs não autorizados. (você pode encontrar mais informações aqui)

2.2. Assinatura DKIM: um sistema que assina os e-mails enviados e irá autenticar o conteúdo e o domínio que enviou a mensagem. (você pode encontrar mais informações aqui)

2.3. Verificações de domínio em sistemas de postmaster: são registros TXT solicitados pelos sistemas postmaster e FBL do gMail, Office 365, etc. que verificam a propriedade do domínio do remetente.

2.4. E-mails obrigatórios solicitados pelos ISPs e pelo Yahoo FBL: além do email remetente da newsletter, você deve criar os e-mails abuse@mydomain.com e postmaster@mydomain.com, bem como todos os e-mails de remetente adicionais que você poderia usar no futuro. (você deve alterar “mydomain.com” pelo seu domínio real)

2.5. Website 100% publicado. Este ponto é fundamental: Você nunca deve trabalhar com um domínio comprado apenas para enviar emails, você deveria enviar suas newsletters com seu domínio corporativo oficial, se possível com SSL. Você também deverá incluir um link onde seus visitantes podem encontrar sua política de privacidade e informações reais de contato e sobre os produtos ou serviços que você está oferecendo.

2.6. DMARC: O domínio de envio deve ter o sistema DMARC configurado para impedir roubo de identidade. (Você deverá entrar em contato com seu serviço de hospedagem para configurá-lo).

Procurar que el diseño del boletín no suba el spamscore

3. Certifique-se de que o design da newsletter não está afetando o spamscore

O spamscore é um sistema métrico que irá determinar parâmetros para definir se uma mensagem poderia ser ou não considerada como spam.

Ele é usado por todos os sistemas antispam e o que ele faz é adicionar ou subtrair pontos por regras diferentes e calcular se a soma total irá chegar ou ultrapassar o valor definido pelo sistema para determinar se a mensagem é segura ou não.

Em outras palavras, este sistema irá checar o assunto, os links e o corpo do email. Para evitar este tipo de problemas, você deverá prestar especial atenção nestes aspectos:

  1. Não escreva todo o assunto em maiúsculas
  2. Você deveria sempre enviar uma newsletter com HTML limpo, com imagens e textos
  3. Não adicione fontes grandes ou cores brilhantes
  4. Não adicione textos nas imagens ou palavras normalmente usadas por spammers

Na verdade, ajustar nossas newsletters para esses padrões é muito simples, se você precisar de mais informações, por favor entre em contato com nossa equipe de suporte.

· Conclusão

Eu queria escrever este artigo como um glossário e não como um compêndio de documentação e é por isso que incluí links para artigos mais extensos nos pontos que eu considerei mais relevantes. A ideia era fazer um pequeno guia para ajudar você a entender aspectos que você terá que considerar quando você tiver problemas relacionados com spam.

Antes de finalizar, eu gostaria de dar-lhe uma lista de aspectos que você deverá checar antes de enviar uma newsletter.

►  Respeite as leis locais e crie uma lista de emails double opt-in:

  1. Explique claramente o que você irá enviar em seus emails.
  2. Solicite que eles confirmem que eles realmente querem receber suas newsletters.
  3. Certifique-se que você só está enviando emails para assinantes double opt-in.
  4. Adicione um link de cancelamento e um aviso legal.
  5. Certifique-se que você está trabalhando com uma base de dados limpa.
  6. Nunca trabalhe com uma lista de emails comprada nem compartilhe sua base de dados com ninguém.
  7. Entenda as regulamentações locais e as regras gerais dos ISPs

► Configurações técnicas:

Você deverá adicionar e checar estas configurações para todos os domínios que você irá usar:

  1. registro SPF para autenticação de Ips.
  2. assinatura DKIM para autenticação das mensagens
  3. Sistemas postmasters.
  4. Emails abuse e postmasters ativos e regularmente monitorados.
  5. Um website 100% publicado com SSL e um link para a política de privacidade.
  6. Sistema DMARC.

► Revise o layout e o conteúdo dos seus emails

Você também deverá revisar o conteúdo e o design das suas newsletters:

  1. A linha de assunto deveria ser clara, concisa e não poderia ser escrita com todas as palavras em letras em maiúsculas.
  2. Seu design deve incluir uma tabela html, textos e imagens, link de cancelamento e aviso legal.
  3. Não use fontes grandes, cores brilhantes e código que poderia ser incompatível com email marketing.
  4. Não envie emails com palavras ou frases comumente usadas por spammers.

Noé Soriano


Suscríbete y accede al ebook privado:
Cómo enviar correos masivos sin ser SPAM







Acepto la política de privacidad.



Comentários

  1. Eva

    Un contenido muy interesante. Tras leerlo me surgen 2 dudas sobre la parte técnica:

    1. abuse@midominio.com y postmaster@midominio.com ¿tienen que existir realmente o simplemente no rebotar? Quiero decir, si tengo configurado mi servidor para que todo correo que llegue a una cuenta inexistente se redirija a otra concreta ¿sería suficiente? ¿y estos correos sólo tienen que existir o también hay que incluirlos en alguna parte del mensaje (firma)?

    2. ¿Y cómo se configura el DMARC en MailRelay?
    Un saludo y gracias por los contenidos del blog.

    11/09/2019 - 06:50:49 Publicar una respuesta
    • Noé Soriano

      Hola Eva, gracias por tus comentarios. Te contesto:

      1. Sí, deben existir y ser revisadas de vez en cuando ya que su objetivo es recoger las quejas de posibles usuarios que reciben spam desde tu dominio y consejos o comunicados de ISP, proveedores de internet, etc. Además la de postmaster es necesaria para configurar el DMARC. Lo que si puedes configurar es un alias/redirección a otra cuenta final si no quieres tenerlas físicamente configuradas en tu panel de control de correo.

      2. El DMARC es un sistema totalmente independiente de Mailrelay, es decir no tienes que añadir nada en concreto nuestro como por ejemplo con el SPF. Para configurarlo debes consultar a tu proveedor de hosting para que te indique como hacerlo ya que puede variar de uno a otro. Aquí tienes un manual general pero debes asegurarte con tu proveedor.

      https://support.google.com/a/answer/2466563?hl=es

      un saludo

      11/09/2019 - 08:34:44 Publicar una respuesta
      • Eva

        Muchas gracias!!

        11/09/2019 - 12:59:10
  2. Steven Baughman

    Does the European anti-Spamalot refer only to commercial emails? What about political emails? Or religious emails?

    10/09/2019 - 11:23:05 Publicar una respuesta
    • Noé Soriano

      Tampoco se puede enviar sin permiso este tipo de correos. Es cierto que algunas normativas como la LSSI solo hacer referencia a envíos comerciales pero en estos dos casos en concreto entraría en juego el RGPD que si protege a los usuarios contra este tipo de envíos de hecho de forma mucho más estricta ya que serían datos privados de afiliación política y religiosa que se considerarían de especial protección y no de nivel básico.

      Como norma general sencilla y aplicable a todos los casos y temáticas, solo podemos mandar a suscriptores mayores de edad, que deseen recibir nuestros comunicados, se haya suscrito y confirmado de forma totalmente consciente e informada, activa y fehaciente con un sistema doble optin y cumpliendo las normativas de protección de datos.

      11/09/2019 - 08:46:32 Publicar una respuesta
  3. Yomismo

    “y las buenas prácticas de envío que exigen los ISP como gmail, hotmail, etc.”
    Estos no son ISP, los ISP son Movistar, Vodafone, etc…

    10/07/2019 - 12:38:44 Publicar una respuesta
  4. Cecilia

    Muchas gracias, nosotras tenemos unos cuantos rebotados desde hace tiempo a los que les poníamos el mail a mano desde outlook. Ya no lo haremos 😉

    09/07/2019 - 11:00:34 Publicar una respuesta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Menu Title