4 aspectos que você não deve ignorar ao aplicar copywriting em sua estratégia de email marketing

Publicado por Micheli em 07/10/2021

Como profissional de email marketing, você não precisa adivinhar com o que seu público deseja interagir na caixa de entrada.

E isso porque os testes A/B permitem que você faça uma comparação lado a lado de duas versões do mesmo e-mail. Dessa forma, você pode comparar as taxas de abertura, taxas de cliques e outros aspectos para descobrir qual campanha irá obter um nível de interações mais elevado com seus assinantes.

A partir desses dados, você pode fazer alterações informadas em sua estratégia de copywriting, para criar campanhas de email marketing mais eficazes.

Neste artigo, vamos compartilhar os quatro aspectos que você não deve ignorar ao revisar sua estratégia de copywriting para email marketing.

1. Estratégia de conteúdo de outros experts em email marketing

É fácil adquirir o hábito de escrever o mesmo tipo de textos que você enviava há anos atrás em suas newsletters. E isso porque ninguém quer abandonar práticas anteriores que funcionaram.

Mas quando você está planejando campanhas de marketing para vários canais, precisa adaptar e otimizar constantemente sua estratégia de conteúdo para ter sucesso a longo prazo.

Usar um software de marketing por e-mail como a Mailrelay o ajudará a agilizar as comunicações, mas você ainda precisa se esforçar para continuar melhorando o copy dos e-mails em si. Daí nosso foco na revisão destas técnicas.

Isso nos leva à primeira coisa que você não deve ignorar ao revisar sua estratégia de copywriting: Não se esqueça de conferir o que seus colegas estão fazendo em suas newsletters.

Se você está se perguntando por que deve analisar o trabalho de outros profissionais de marketing por e-mail antes de começar a revisar o seu, tudo se resume a um motivo muito simples: Você é suspeito para analisar tudo sozinho.

Todos nós temos nossos próprios hábitos e estilos de escrita preferidos, o que pode dificultar nossa abertura a diferentes maneiras de fazer as coisas.

Uma maneira de aprimorar suas habilidades de copywriting de email é aprender com os erros e sucessos de seus colegas de marketing.

Embora a análise da concorrência seja sempre uma opção, recomendamos prestar mais atenção às listas de e-mail que você já assinou.

O que você notou sobre a estratégia de copywriting usada no email? Como e onde são usadas as chamadas à ação? Como você, como destinatário, é encorajado a agir (ou seja, comprar um produto, assinar o serviço etc.) Evocê se sente incentivado a responder desta forma?

Vamos dar uma olhada no exemplo abaixo e refletir sobre essas mesmas questões.

Logo de cara, você pode dizer que este é um e-mail de produto destinado a fazer com que os assinantes comprem adesivos e etiquetas.

E como você pode ver na imagem acima, os profissionais de marketing por email incluem vários botões de CTA que direcionam os leitores para diferentes opções. Isso torna possível examinar todas as opções de adesivos e rótulos ou apenas um tipo específico de adesivo ou etiqueta.

Ao analisar a estratégia de copywriting deste email e de outros, você pode se manter atualizado sobre como diferentes empresas comercializam seus serviços por e-mail e, ao mesmo tempo, ajustar sua própria estratégia.

2. O nível de interesse do seu público

Você já recebeu um e-mail e percebeu imediatamente que esta mensagem não era realmente destinada a você?

Talvez a linha de assunto inclua uma frase como “Comece seu teste gratuito hoje”, mas você é um membro inscrito há meses.

Este é um exemplo evidente de confusão de segmentação de e-mail, mas também acontece todos os dias de maneiras mais sutis.

A razão pela qual esse tipo de problema ocorre é que a mensagem não foi personalizada corretamente, ou está sendo enviada para os assinantes errados.

Ao escrever e revisar o conteúdo dos seus emails, você deve se certificar de que está segmentando a mensagem com precisão; dependendo do que você está promovendo, você terá assinantes com interesses diferentes   em sua lista de emails.

Para personalizar até o mais frio dos emails, você também precisa conhecer e compreender os interesses de cada segmento de público, seus pontos fracos etc.

Aqui estão algumas estatísticas para provar por que isso é importante do ponto de vista de engajamento e conversões:

  • E-mails personalizados podem gerar 6x mais transações do que e-mails frios genéricos.
  • Campanhas de e-mail segmentadas podem levar a taxas de abertura 14,37% mais altas e 64,78% a mais de cliques.

Uma ótima maneira de reunir esse tipo de informação sobre o seu público é incorporar a pesquisa de Voz do Cliente (VoC, ou Voice-of-Customer) como parte da análise do comportamento do cliente.

Ao pesquisar diferentes grupos de público, você pode ter uma ideia melhor de como atender às necessidades deles. E então você pode incluir as próprias palavras dos participantes no conteúdo dos seus emails.

Portanto, se os participantes descrevem sua empresa como uma “empresa confiável” com uma “página de preços fácil de navegar”, você pode revisar o texto do seu e-mail para incluir essas frases específicas.

Quando você entende os interesses de seu público, pode apelar a eles diretamente e incentivá-los de forma mais eficaz.

3. Linhas de assunto

Uma métrica chave à qual todo comerciante de email presta muita atenção é a taxa de abertura. E de acordo com um estudo da HubSpot, a taxa média de abertura de e-mails em todos os setores é de 20,94%.

Quando se trata de taxas de abertura mais altas, as linhas de assunto são fundamentais.

Se a linha de assunto não estiver formatada ou otimizada adequadamente – ou se não estiver realmente relacionada ao conteúdo do email – isso pode ser um grande obstáculo no seu plano de marketing por  email.

Você pode otimizar o resto da campanha, mas se a linha de assunto não estiver de acordo, seu e-mail pode permanecer fechado ou ser apagado instantaneamente.

Embora você possa e deva fazer um teste A/B de suas linhas de assunto, você também deveria revisar campanhas anteriores para ver quais títulos geraram resultados mais positivos.

Para fornecer mais contexto sobre como isso pode afetar seus resultados, vamos dar uma olhada neste email da empresa de SaaS Animalz:

A linha de assunto “💬Como transformar opiniões selvagens em tráfego, backlinks e prova social” tem todos os ingredientes para uma linha de assunto de sucesso e aqui está o porquê.

  1. A linha de assunto é clara, concisa e incentiva o assinante a abrir o email imediatamente

Os profissionais de email marketing da Animalz sabem o que impulsiona seu público e posicionam este email como um centro de informações sobre tráfego, backlinks e prova social.

  1. Incluir um emoji na linha de assunto é estratégico.

Conforme citado pela Forbes, 56% das marcas veem um aumento nas taxas de abertura quando usam um emoji nas linhas de assunto do e-mail.

  1. A linha de assunto tem uma boa classificação nas ferramentas classificadoras de palavras-chave.

Dependendo do idioma da sua campanha, você pode usar ferramentas de revisão de keywords para melhorar os resultados. Se você não puder usar este tipo de software, pode criar seus próprios relatórios com base em campanhas anteriores.

Ao revisar a estratégia de copywriting de seus emails, considere sugerir algumas alternativas de linha de assunto diferentes e testar essas frases antes de decidir por uma.

4. Otimize o conteúdo das suas campanhas de email marketing para dispositivos móveis (não apenas para telas grandes)

Isto já aconteceu com muitos profissionais gabaritados. Você otimiza seu conteúdo para navegadores de desktop e presume que o email será exibido da mesma forma para usuários de dispositivos móveis.

Na verdade, isso nem sempre acontece.

Vamos pegar a linha de assunto do e-mail como exemplo. Quando seu público visualiza um e-mail por meio de um aplicativo móvel ou navegador, as linhas de assunto com mais de 30 caracteres não ficam totalmente visíveis – Mesmo quando a mensagem está sendo aberta em um navegador de desktop.

Esse tipo de problema de visibilidade pode acontecer com imagens, vídeos e outros elementos visuais, por isso é importante verificar se a formatação será consistente em desktops e dispositivos móveis antes de enviar uma newsletter.

Ao manter esses quatro aspectos em mente, você pode desfrutar de um processo de revisão mais simplificado e garantir que a estratégia de copywriting das suas campanhas de email marketing tenha a melhor chance de chamar a atenção dos destinatários e incentivar seus clientes a agir imediatamente.

Traduzido por Micheli.

Inscreva-se na newsletter da Mailrelay:

Não vamos oferecer-lhe o típico PDF ou ebook que você nunca irá ler (você sabe que isto é verdade). Prometemos enviar-lhe conteúdo de qualidade periodicamente, com informações úteis para ajudá-lo em sua estratégia de email marketing.

Também não vamos encher sua caixa de entrada com emails de venda, só vamos enviar-lhe artigos e dicas relevantes para seu negócio.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Menu Title